Mestrado em Biotecnologia da Funed recebe aprovação da Capes

Curso de pós-graduação stricto sensu tem como área de concentração a Biotecnologia em Saúde, com duas linhas de pesquisa

imagem de destaque
A proposta é selecionar, anualmente, cerca de 20 alunos, que deverão passar por processo seletivo em ampla concorrência
  • ícone de compartilhamento

A Fundação Ezequiel Dias (Funed) vai iniciar 2019 com mais um serviço à saúde pública brasileira: a formação qualificada para atuação em setores produtivos e instituições de ciência e tecnologia de base tecnológica. Isto porque o curso de Mestrado Profissional em Biotecnologia da instituição foi aprovado, neste mês de outubro, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC) responsável pela expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) em todo o país.

O Mestrado em Biotecnologia da Funed, que tem previsão para começar já no ano que vem, possui como área de concentração a Biotecnologia em Saúde, com duas linhas de pesquisa: "Bioensaios e Métodos de Diagnóstico" e "Bioprodutos".

O edital do primeiro processo seletivo será publicado em breve em www.funed.mg.gov.br. A ideia é selecionar anualmente cerca de 20 alunos, que deverão passar por processo seletivo em ampla concorrência.

No mestrado, a Funed formará profissionais capazes de contribuir para o desenvolvimento de produtos, processos e novas técnicas de análise e diagnóstico. O egresso do novo curso estará também capacitado para atuar em empresas e instituições de ciência e tecnologia na área de saúde.

O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento, Rodrigo Leite, acredita que esta é mais uma importante conquista para a fundação e para a saúde pública de forma geral. O mestrado oficializa um trabalho de formação já exercido pelos pesquisadores da Funed, que atuam como coorientadores de alunos de outros programas de pós-graduação e realizam suas pesquisas nos laboratórios da Instituição.

“Com este mestrado, nossos pesquisadores passam a ser orientadores de alunos formados aqui na Funed e a fundação ergue mais um pilar para sua consolidação como Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT): formar pessoas que contribuirão com desenvolvimento científico-tecnológico em Saúde”, explica o diretor.



Últimas