Fernando Pimentel visita familiares e vítimas da tragédia de Janaúba

Governador esteve nos hospitais Fundação Assistência Social (Fundajan) e Regional de Janaúba para prestar solidariedade às vítimas e assegurar o empenho do Governo do Estado

imagem de destaque
Fernando Pimentel destacou a rapidez com que as equipes médicas e voluntários de toda a região se mobilizaram
  • ícone de compartilhamento

O governador Fernando Pimentel visitou, nesta quinta-feira (5/10), vítimas e familiares dos atingidos pela tragédia ocorrida pela manhã no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, em Janaúba, Território Norte, que resultou em mortes e ferimentos em crianças e adultos. O governador esteve nos hospitais Fundação Assistência Social (Fundajan) e Regional de Janaúba, para onde as vítimas foram levadas, para prestar solidariedade e assegurar o empenho do governo “em ajudar naquilo que for possível”.

Fernando Pimentel destacou a rapidez com que as equipes médicas e voluntários de toda a região se mobilizaram, fazendo de tudo para ajudar e salvar vidas. “Infelizmente, os óbitos que ocorreram lá no local não tiveram como ser evitados. Mas esses que foram socorridos, as crianças e os adultos também, nós estamos com muita esperança de que todos sobrevivaml”, afirmou, dizendo que Janaúba vive uma tragédia. “Não tem outra palavra para descrever isso”, afirmou.

No Hospital Fundajan foi instalado um posto de comando emergencial para alinhar todos os órgãos públicos envolvidos. Todas as forças de Saúde Pública e de segurança do Estado – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil – estão mobilizadas, desde a manhã, nas operações de resgate e salvamento. Por determinação do governador, a Secretaria de Estado de Saúde e a Fundação Hospitalar de Minas Gerais montaram uma operação especial para receber as vítimas, tanto em hospitais na região quanto no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Toda a estrutura necessária, o que inclui aeronaves, veículos e demais equipamentos públicos, também mobilizada. Fernando Pimentel decretou luto oficial por três dias em todo o Estado.

A presidente do Servas, Carolina Pimentel, também foi para Janaúba para coordenar as ações de assistência social junto às famílias das vítimas, especialmente, aquelas que precisam ser deslocadas para hospitais de outras cidades.

Também estavam presentes o secretário de Governo, Odair Cunha, o secretário de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, a secretária de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Rocha, o comandante geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Helbert Figueiró de Lourdes, o comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Cláudio Roberto de Souza, o chefe da Polícia Civil, delegado João Octacílio Silva Neto, e o diretor geral do Idene, Gustavo Xavier.



Últimas