Controlador-geral do Estado quer união no combate à corrupção

Mario Vinícius Claussen Spinelli recebeu os auditores e pediu que eles trabalhem de forma coordenada e articulada

  • ícone de compartilhamento

O controlador-geral do Estado, Mario Vinícius Claussen Spinelli, realizou nessa quarta-feira (11/2) a primeira reunião com auditores. Ele destacou a importância do trabalho em equipe para combater a corrupção e ampliar a transparência, focos principais da sua gestão. “A sociedade espera que nós sejamos implacáveis no combate à corrupção”, observou. Ele ressaltou que para fortalecer o órgão é necessário que os auditores trabalhem de forma coordenada e articulada com todas as áreas. Além da auditoria, a controladoria tem entre suas atribuições as ações de transparência e de correição.

Spinelli fez uma breve apresentação dos desafios para os próximos quatro anos. Dentre suas primeiras iniciativas no cargo, está a implantação de um sistema de controle da evolução patrimonial dos agentes públicos. A ação é fruto de uma parceria com a controladoria geral do município de São Paulo que ele esteve à frente por dois anos. Além de registrar a declaração de bens do servidor, o sistema irá cruzar as informações com outras bases de dados. O agente público terá que encaminhar anualmente para o órgão responsável suas informações pessoais.

Será possível detectar omissões e se a variação patrimonial é compatível com o que o funcionário do estado recebe. Com ajuda do sistema eletrônico, Spinelli desmantelou a máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), ou máfia dos fiscais, que desviou quase R$ 1 bilhão dos cofres da prefeitura paulistana.



Últimas